quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

viver.


Sempre é  preciso saber quando uma etapa chega ao final.


Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.

Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.

Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?


Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu. 
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó. 
Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: 
seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, 
todos estarão encerrando capítulos, 
virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado. 



Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado
nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco. 
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, 
filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.


As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora. 
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, 
mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem. 
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, 
do que está acontecendo em nosso coração - e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar. 


Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, 
portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos. 
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, 
que descubram seu gênio, que entendam seu amor. 
Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, 
que mostra como você sofreu com determinada perda: 
isso o estará apenas envenenando, e nada mais.


Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".


Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.

Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.

Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.

Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é. Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ele veja quem tu és..

E lembra-te:

Tudo o que chega, chega sempre por alguma razão".

Fernando Pessoa

Fonte: UOL Mais


“Para sonhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.”


                                                         (Carlos Drummond de Andrade)


Melhor tema de fim de ano - Feliz Ano Novo - Réveillon Brasil

domingo, 28 de dezembro de 2014

Nos ensinam a tirar proveito de cada etapa da vida, mas é difícil aceitar as etapas dos outros, ainda mais quando os outros são papai e mamãe, nossos alicerces, aqueles para quem sempre podíamos voltar, e que agora estão dando sinais de que um dia irão partir sem nós."

Com essa crônica de Marta Medeiros , faço aqui uma homenagem para minha mãe, minha rainha,...

Nossos Velhos Pais heróis e mães rainhas do lar.


 Passamos boa parte da nossa existência cultivando estes estereótipos. Até que um dia o pai herói começa a passar o tempo todo sentado, resmunga baixinho e puxa uns assuntos sem pé nem cabeça. A rainha do lar começa a ter dificuldade de concluir as frases e dá prá implicar com a empregada. O que papai e mamãe fizeram para caducar de uma hora para outra? Fizeram 80 anos. Nossos pais envelhecem. Ninguém havia nos preparado pra isso. Um belo dia eles perdem o garbo, ficam mais vulneráveis e adquirem umas manias bobas. Estão cansados de cuidar dos outros e de servir de exemplo: agora chegou a vez de eles serem cuidados e mimados por nós, nem que pra isso recorram a uma chantagenzinha emocional. Têm muita quilometragem rodada e sabem tudo, e o que não sabem eles inventam. Não fazem mais planos a longo prazo, agora dedicam-se a pequenas aventuras, como comer escondido tudo o que o médico proibiu. Estão com manchas na pele. Ficam tristes de repente. Mas não estão caducos: caducos ficam os filhos, que relutam em aceitar o ciclo da vida. É complicado aceitar que nossos heróis e rainhas já não estão no controle da situação. Estão frágeis e um pouco esquecidos, têm este direito, mas seguimos exigindo deles a energia de uma usina. Não admitimos suas fraquezas, seu desânimo. Ficamos irritados se eles se atrapalham com o celular e ainda temos a cara-de-pau de corrigi-los quando usam expressões em desuso: calça de brim? frege? auto de praça? Em vez de aceitarmos com serenidade o fato de que as pessoas adotam um ritmo mais lento com o passar dos anos, simplesmente ficamos irritados por eles terem traído nossa confiança, a confiança de que seriam indestrutíveis como os super-heróis. Provocamos discussões inúteis e os enervamos com nossa insistência para que tudo siga como sempre foi. Essa nossa intolerância só pode ser medo. Medo de perdê-los, e medo de perdermos a nós mesmos, medo de também deixarmos de ser lúcidos e joviais. É uma enrascada essa tal de passagem do tempo. Nos ensinam a tirar proveito de cada etapa da vida, mas é difícil aceitar as etapas dos outros, ainda mais quando os outros são papai e mamãe, nossos alicerces, aqueles para quem sempre podíamos voltar, e que agora estão dando sinais de que um dia irão partir sem nós."

                                                                Martha Medeiros



sexta-feira, 26 de dezembro de 2014




Fartura e Boa Sorte para 2015!

Arroz com Lentilhas
Ingredientes:
-1 xícara de lentilhas
-1 litro de água fria
-1/4 de xícara de azeite de oliva
-3 cebolas graúdas fatiadas finamente
-1/2 xícara de arroz branco
-1 colher de chá de sal
-1 colher de café de canela em pó
-1/2 colher de café de pimenta do reino
-pitada de noz-moscada
-gomos de limão

Preparo:
Coloque a água em uma panela grande e acrescente as lentilhas, leve à fervura em fogo baixo por cerca de 25 minutos ou até que as lentilhas estejam macias. Enquanto cozinham, coloque o azeite em uma frigideira e frite as fatias de cebola mexendo regularmente para que fiquem bem douradas. Escorra as lentilhas do líquido, apenas para medi-lo. Deve restar 1 e ½ xícaras do líquido. Se necessário complete com água. Volte as lentilhas para a panela e acrescente o líquido reservado, 1/3 das cebolas refogadas, sal, pimenta-do-reino, canela, noz moscada e o arroz lavado. Leve novamente ao fogo e cozinhe até que o arroz esteja macio, por cerca de 20 minutos. Coloque em uma travessa e cubra com as cebolas restantes. Sirva acompanhado por gomos de limão.
Lentilha de Ano Novo
1 xícara de chá lentilha
100g de bacon em cubinhos
1 cebola média picadinha
1 xícara de chá de tomate picadinho
1 xícara de chá de pepino japonês em cubinhos
sal
2 colheres de sopa de azeite de olíva
2 colheres sopa de suco de limão
2 colhere de sopa de hortelã picadinha
2 colhere de sopa de salsinha picada
Folhas de alface para guarnear

Preparo:
Cozinhe a lentilha até ficar macia, mas sem desmanchar. Escorra e deixe esfriar. Frite o bacon na própria gordura até ficar sequinho. Escorra e reserve. Prepare o molho com a cebola, o azeite, o suco de limão, salsinha, a hortelã, e o sal. Em uma tigela, junte a lentilha, o tomate, o pepino e o bacon. Agregue o molho e misture bem. Sirva em seguida com folhas de alface.
Rendimento: 6 porções


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Formatura da turminha da profª Graziela Araujo- Escola E. E. Fundamental Gaston Augusto Santos César - CIEP -TAPES/RS


PEDIDO DE UMA CRIANÇA A SEUS PAIS 

Não tenham medo de serem firmes comigo. Prefiro assim. Isto faz com que eu me sinta mais segura. 
Não me estraguem. Sei que não devo ter tudo o que peço. Só estou experimentando vocês.
Não deixem que eu adquira maus hábitos. Dependo de vocês para saber o que é certo, o que é errado.
Não me corrijam com raiva, nem na presença de estranhos. Aprenderei muito mais se me falarem com calma e em particular.
Não me protejam das conseqüências de meus erros. Às vezes eu preciso aprender pelo caminho áspero. 
Não levem muito à sério as minhas pequenas dores. Necessito delas para poder amadurecer. 
Não sejam irritantes ao me corrigirem.
Se assim o fizerem, eu poderei fazer o contrário do que me pedem. 
Não me façam promessas que não poderão cumprir depois. Lembrem-se que isto me deixa profundamente desapontada. 
Não ponham à prova a minha honestidade.
Sou facilmente levada a dizer mentiras.
Não me apresentem um Deus carrancudo e vingativo. Isto me afastaria d’Ele. 
Não desconversem quando faço perguntas, senão serei levado a procurar as respostas na rua todas as vezes que não as tiver em casa. 
Não se mostrem para mim como pessoas infalíveis. Ficarei extremamente chocada quando descobrir um erro de vocês. 
Não digam simplesmente que meus receios e medos são bobos. Ajudem-me a compreendê-los e vencê-los. 
Não digam que não conseguem me controlar.
Eu me julgarei mais forte que vocês.
Não me tratem como uma pessoa sem personalidade. Lembrem-se que eu tenho o meu próprio modo de ser.
Não vivam me apontando os defeitos das pessoas que me cercam. Isto irá criar em mim, mais cedo ou mais tarde, o espírito de intolerância.
Não se esqueçam de que eu gosto de experimentar as coisas por mim mesma. Não queiram ensinar tudo pra mim. 
Não tenham vergonha de dizer que me amam. Eu necessito desse carinho e amor para poder transmiti-lo à vocês e aos outros. 
Não desistam nunca de me ensinarem o bem, mesmo quando eu parecer não estar aprendendo. 
Insistam através do exemplo e, no futuro, vocês verão em mim, o fruto daquilo que plantaram.

Autor desconhecido.



Formatura da turma Pré escola, da professora Luíza - Instituto E. E. Cel. Patricio Vieira Rodrigues- Tapes

Jardim de Infância - Pedro Bial

Tudo o que realmente vale a pena saber, eu aprendi no jardim de infância.

Tudo o que hoje preciso realmente saber, sobre como viver, o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância. A sabedoria não se encontrava no topo de um curso de pós-graduação, mas no montinho de areia da escola de todo dia.

Estas são as coisas que aprendi:
1. Compartilhe tudo;
2. Jogue dentro das regras;
3. Não bata nos outros;
4. Coloque as coisas de volta onde pegou;
5. Arrume sua bagunça;
6. Não pegue as coisas dos outros;
7. Peça desculpas quando machucar alguém; mas peça mesmo !!!
8. Lave as mãos antes de comer e agradeça a Deus antes de deitar;
9. Dê descarga; (esse é importante)
10. Biscoitos quentinhos e leite fazem bem para você;
11. Respeite o limite dos outros;
12. Leve uma vida equilibrada: aprenda um pouco, pense um pouco... desenhe... pinte... cante... dance... brinque... trabalhe um pouco todos os dias;
13. Tire uma soneca a tarde; (isso é muito bom)
14. Quando sair, cuidado com os carros;
15. Dê a mão e fique junto;
16. Repare nas maravilhas da vida;
17. O peixinho dourado, o hamster, o camundongo branco e até mesmo a sementinha no copinho plástico, todos morrem... nós também.

Pegue qualquer um desses itens, coloque-os em termos mais adultos e sofisticados e aplique-os à sua vida familiar, ao seu trabalho, ao seu governo, ao seu mundo e vai ver como ele é verdadeiro, claro e firme. Pense como o mundo seria melhor se todos nós, no mundo todo, tivéssemos biscoitos e leite todos os dias por volta das três da tarde e pudéssemos nos deitar com um cobertorzinho para uma soneca. Ou se todos os governos tivessem como regra básica, devolver as coisas ao lugar em que elas se encontravam e arrumassem a bagunça ao sair. Ao sair para o mundo é sempre melhor darmos as mãos e ficarmos juntos. É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão.

O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem souber ver.






SER EDUCADOR NOS DIAS DE HOJE...

Os nossos meninos não são os de antes…
Trocaram os brinquedos de madeira pelos sofisticados
brinquedos de luz e som, que só com o simples toque numa
tecla fazem aparecer o mundo fantástico da electrónica.

As educadoras não as de antes…
Fotocopiam, ampliam, colam papéis de texturas maravilhosas,
e reconstroem pegadas de animais pré-históricos só com o
simples acto de misturar água e gesso…
Mas há coisas que não mudam, que o tempo e os anos
respeitam… O olhar de uma criança de mão dada com o/a
seu/sua educador(a) e o contacto silencioso, caloroso,
são sinais entranhados de um código único,
de um sentimento profundo de amizade.

Uma criança e o/a seu/sua educador(a)…são capazes de tudo.
Podem passar horas juntos escutando cantigas, resolvendo
problemas com caricas e pauzinhos ou simplesmente a brincar
com a imaginação. Podem fazer as maiores invenções e tentar
salvar o mundo plantando uma árvore.

Não são as crianças de antes…
As educadoras e os educadores não são os de antes…
O mundo não é o de antes..

Mas há coisas que não mudam, a capacidade de
desumbramento, a força da natureza, o olhar de uma
criança e o carinho de um(a) educador(a)
que se entrega se condições, dia-a-dia,
qu sonham e trabalham juntos por um mundo
melhor, com um código único, eterno, poderoso,
indestruível: o de uma profunda amizade.


Escola na zona rural de Eldorado do Sul /RS, é inspirado na Escola da Ponte, em Portugal...




 “Temos uma escola do século 20 para alunos do século 21. Essa nova escola vai trabalhar com uma pedagogia diferente, em que a construção do conhecimento será feita a partir dos interesses dos alunos”.

O colégio é inspirado na Escola da Ponte, em Portugal, que funciona há mais de 40 anos a partir de um modelo alternativo de ensino. A iniciativa surgiu a partir de uma proposta do Movimento Sepé Tiaraju e do Ministério Público. O projeto também é apoiado pela organização Seicho-No-Ie e pela Casa Espírita Eurípedes Barsanulfo, que cedeu o espaço físico para a nova escola – que funcionará num antigo orfanato desativado na zona rural de Eldorado do Sul/RS.
A escola será regida por um conjunto de valores e princípios que nortearão a convivência entre os alunos, os professores e a comunidade. “Isso será construído junto com a comunidade escolar, com a presença constante dos pais”.
A Sepé Tiarajú II funcionará em turno integral, das 8h às 17h, e, num primeiro momento, contará com 36 alunos, três professores – que passarão a ser chamados de tutores – e uma merendeira. As crianças, com idades entre 9 a 13 anos, serão selecionadas a partir de um diálogo com suas famílias.
O perfil buscado é o de alunos com dificuldades de adequação à rede tradicional de ensino. “A escola fica dentro de um bairro extremamente pobre, as crianças serão oriundas da comunidade e estão expostas a vários problemas sociais, muitas possuem distorção em relação à idade e à série e dificuldades de relacionamento em suas escolas”, observa Rosângela.
Foto: Elisete Oliveira/Divulgação

sábado, 20 de dezembro de 2014


Sinais do Natal

Os objetos e adereços natalinos têm significados especiais,... vejamos simbologia e origens...


Folhas

O azevinho, utilizavam para simbolizar o flagelo de Cristo, o visco e a hera eram consideradas plantas mágicas pelos druidas, antigos sacerdotes dos gauleses e bretões,porque mantêm-se verdes em pleno inverno.






Presentes
Durante a festa em honra ao rei Saturno, dos romanos, em dezembro, eram distribuídos presentes ao longo do mês. No séc.XIV, no dia 05  de dezembro, as crianças comemoravam  o dia de São Nicolau , colocando os sapatos na janela e recebendo os presentes.









Árvores
Eram utilizadas para reverenciar as divindades na mitologia, grega. O carvalho  homenageava Júpiter; a oliveira era    oferecida à deusa Minerva, e a videira , ao deus Baco.           A árvore é considerada a intermediária entre o céu e a terra, a representante das possibilidades de evolução e de elevação do homem. Na China, o pinheiro simboliza a longa vida e, no Japão, a imortalidade.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        


Guirlandas    
                                                               

Representam a mandala, um diagrama de círculos e quadrados, considerada a chave para que o homem se conscientize das qualidades que o prendem ao eterno ciclo de nascimentos e mortes. Os índios navajos americanos usavam guirlandas de ervas   com função terapêutica e mágica; os druídas, como proteção aos maus espíritos, e os hindus, para estimular a meditação.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                        Cores
O ouro, ou os metais dourados, é associado ao sol e, no brasão dos cavaleiros era símbolo de sabedoria. Para os alquimistas, liga-se a evolução da materialidade para a espiritualidade. O verde é a renovação, a cor que tem o poder de regeneração, porque capta a energia solar e a transforma em energia vital. O vermelho está associado ao fogo e ao amor divino.


Estrelas 
                                                                                                          Simbolizam a luz permanente. No judaísmo são consideradas anjos guardiões. A estrela de cinco pontas, no esoterismo, traduz o esquema simbólico do homem em relação às medidas do universo  - braços e pernas esticadas , e a cabeça que comanda a vontade. A de seis pontas é sinal de paz.

Velas
O fogo é usado por diversos povos para exorcizar os maus espíritos.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                      
                                    Dezembro
É o mês do início do inverno no Hemisfério Norte, quando a natureza adormece para renascer. A estação representa o começo do ciclo e a preparação para o nascimento do rei Sol, que traz a luz.


Receita de Bolo de Natal - Mensagem



É Natal!!!

Bolo de Natal

Ingredientes:
1 xícara de amizade,
1 xícara de compreensão,
1 xícara de paciência,
1 xícara de humildade,
1 xícara de alegria e 
2 colheres transbordando de fé.

Modo de preparar:
Meça as palavras cuidadosamente. Acrescente compreensão, humildade e paciência, misturando tudo com muito jeito.Tempere com alegria e bom humor. Use forno moderado. Nunca ferva. Sirva porções generosas sempre com muito amor. Não deixe esfriar . A temperatura ideal é a do coração.
Esta receita não falha. Se alguém não gostar é porque está com o gosto estragado e, precisa consultar o quanto antes , o médico chamado Deus.

 Ao celebrarmos o Natal do Senhor, desejo que todos vivam a harmonia e a Paz:

Feliz Nata! Feliz Ano Novo!!!

São os votos de Rejane Souza dos santos, administradora do Blog
 http://encantosdeumaprofessora.blogspot.com.br/

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

DCE LIVRE: Guia do Aluno

DCE LIVRE: Guia do Aluno: 1.0 INTRODUÇÃO Bem-vindo, colega! Enfim, depois de todo o estresse e a batalha do Vestibular, você começa o semestre na UFRGS como um ...

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Vandi Dogado: E-readers e e-books devem ser distribuídos gratuit...

Vandi Dogado: E-readers e e-books devem ser distribuídos gratuit...: Embora haja uma lei tramitando na Câmara dos Deputados para equiparar o uso do livro eletrônico ao livro impresso nas escolas brasileir...

IGREJA MATRIZ DE TAPES  - Igreja Nossa Senhora do Carmo
Noite de sábado dia 29 e dia de domingo, 30 de novembro
2º Encontro de Carros Antigos - Apaixonados pela cidade




Fotos: Facebook -Prefeitura Municipal de Tapes